Evangelho segundo S. João 1,19-28. CATOLICO


Féria do Tempo Natal (2 de Janeiro)

1ª Carta de S. João 2,22-28.

Caríssimos: Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? Esse é que é o anticristo: aquele que nega o Pai e o Filho.

Quem nega o Filho também não reconhece o Pai. Quem confessa o Filho reconhece também o Pai.

Portanto, permaneça em vós a doutrina que ouvistes desde o princípio. Se permanecer em vós a doutrina que ouvistes desde o princípio, também vós permanecereis no Filho e no Pai.

E a promessa que o Filho nos fez é a vida eterna.

Era isto o que eu tinha a escrever-vos acerca dos que tentam enganar-vos.

Para vós, porém, a unção que recebestes de Cristo permanece em vós e não precisais que alguém vos ensine. Uma vez que a unção de Cristo vos instrui sobre todas as coisas e é verdadeira e não mente, permanecei n’Ele, conforme ela vos ensinou.

E agora, meus filhos, permanecei em Cristo, para que possamos ter plena confiança quando Ele Se manifestar e não sejamos confundidos por Ele na sua vinda.

Livro de Salmos 98(97),1.2-3ab.3cd-4.

Cantai ao Senhor um cântico novo
pelas maravilhas que Ele operou.
A sua mão e o seu santo braço
Lhe deram a vitória.

O Senhor deu a conhecer a salvação,
revelou aos olhos das nações a sua justiça.
Recordou-Se da sua bondade e fidelidade
em favor da casa de Israel.

Os confins da terra puderam ver
a salvação do nosso Deus.
Aclamai o Senhor, terra inteira,
exultai de alegria e cantai.

Evangelho segundo S. João 1,19-28.

Foi este o testemunho de João Baptista, quando os judeus lhe enviaram de Jerusalém sacerdotes e levitas para lhe perguntarem: “Quem és tu?”

Ele confessou e não negou: “Eu não sou o Messias”.

Eles perguntaram-lhe: “Então, quem és tu? És Elias?” “Não sou”, respondeu ele. “És o Profeta?” Ele respondeu: “Não”.

Disseram-lhe então: “Quem és tu? Para podermos dar uma resposta àqueles que nos enviaram, que dizes de ti mesmo?”

Ele declarou: “Eu sou a voz que clama no deserto: ‘Endireitai o caminho do Senhor’, como disse o profeta Isaías”.

Entre os enviados havia fariseus que lhe perguntaram: “Então porque batizas, se não és o Messias, nem Elias, nem o Profeta?”

João respondeu-lhes: “Eu batizo na água; mas no meio de vós está Alguém que não conheceis:

Aquele que vem depois de mim, a quem eu não sou digno de desatar a correia das sandálias”.

Tudo isto se passou em Betânia, além do Jordão, onde João estava a batizar.

Palavra da salvação…