Evangelho segundo S. João 1,29-34. CATOLICO






Féria do Tempo Natal (3 de Janeiro)

1ª Carta de S. João 2,29.3,1-6.

Caríssimos: Se sabeis que Deus é justo, compreendereis também que todo aquele que pratica a justiça nasceu d’Ele.

Vede que admirável amor o Pai nos consagrou em nos chamarmos filhos de Deus. E somo-lo de facto. Se o mundo não nos conhece, é porque não O conheceu a Ele.

Caríssimos, agora somos filhos de Deus e ainda não se manifestou o que havemos de ser. Mas sabemos que, na altura em que se manifestar, seremos semelhantes a Deus, porque O veremos como Ele é.

Todo aquele que tem n’Ele esta esperança purifica-se a si mesmo, para ser puro, como Ele é puro.

Quem comete o pecado transgride a lei, porque o pecado é a transgressão da lei.

Mas vós sabeis que Jesus Se manifestou para tirar os pecados e n’Ele não existe pecado.

Quem permanece n’Ele não peca; quem peca não O vê nem O conhece.

Livro de Salmos 98(97),1.3cd-4.5-6.

Cantai ao Senhor um cântico novo
pelas maravilhas que Ele operou.
A sua mão e o seu santo braço
Lhe deram a vitória.

Os confins da terra puderam ver
a salvação do nosso Deus.
Aclamai o Senhor, terra inteira,
exultai de alegria e cantai.

Cantai ao Senhor ao som da cítara,
ao som da cítara e da lira;
ao som da tuba e da trombeta,
aclamai o Senhor, nosso Rei.




Evangelho segundo S. João 1,29-34.

No dia seguinte ao seu primeiro testemunho, João Baptista viu Jesus, que vinha ao seu encontro, e exclamou: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

É d’Ele que eu dizia: ‘Depois de mim vem um homem que passou à minha frente, porque era antes de mim’.

Eu não O conhecia, mas foi para Ele Se manifestar a Israel que eu vim batizar na água”.

João deu este testemunho, dizendo: “Eu vi o Espírito Santo descer do céu como uma pomba e permanecer sobre Ele.

Eu não O conhecia, mas quem me enviou a batizar na água é que me disse: ‘Aquele sobre quem vires o Espírito descer e permanecer é que batiza no Espírito Santo’.

Ora eu vi e dou testemunho de que Ele é o Filho de Deus”.

Palavra da salvação…