Evangelho segundo S. Mateus 12,46-50. CATOLICO


Nossa Senhora de Fátima

Livro do Apocalipse 21,1-5a.

Eu, João, vi um novo céu e uma nova terra, porque o primeiro céu e a primeira terra tinham desaparecido, e o mar já não existia.

E vi a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do Céu, da presença de Deus, bela como noiva adornada para o seu esposo.

Do trono ouvi uma voz forte que dizia: «Eis a morada de Deus com os homens. Deus habitará com os homens: eles serão o seu povo, e o próprio Deus, no meio deles, será o seu Deus.

Ele enxugará todas as lágrimas dos seus olhos; nunca mais haverá morte nem luto, nem gemidos nem dor, porque o mundo antigo desapareceu».

Disse então Aquele que estava sentado no trono: «Vou renovar todas as coisas».

Livro de Judite 13,18bcde.19-20.

«Bendita sejas tu, filha, pelo Deus altíssimo,
mais do que todas as mulheres sobre a terra,
e bendito seja o Senhor Deus,
que criou os céus e a terra.

Nunca mais deixarão os homens
de celebrar os teus louvores
e recordarão eternamente o poder de Deus.

Deus exalte para sempre o
teu nome e te recompense com
os seus bens, porque não hesitaste
em expor a tua vida, por causa da
humilhação do nosso povo, mas vieste
afastar a nossa ruína, procedendo
com retidão na presença do nosso Deus».

E todo o povo respondeu: «Ámen! Ámen!».

Evangelho segundo S. Mateus 12,46-50.

Naquele tempo, enquanto Jesus estava a falar à multidão, chegaram sua Mãe e seus irmãos. Ficaram do lado de fora e queriam falar-Lhe.

Alguém Lhe disse: «Tua Mãe e teus irmãos estão lá fora e querem falar contigo».

Mas Jesus respondeu a quem O avisou: «Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?».

E apontando para os discípulos, disse: «Estes são a minha mãe e os meus irmãos: todo aquele que fizer a vontade de meu Pai que está nos Céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe».

Palavra da Salvação…