Oração ao Santíssimo Nome de Jesus






Jesus,

Cordeiro de Deus que tiras o pecado do mundo,

amas tanto a humanidade,

que não somente te rebaixas ao fazer-te homem,

mas és o manso Cordeiro

que carrega os pecados de todos nós.

 

Obrigado pelo dom da tua humildade,

da tua misericórdia

e do teu perdão!

 

Quero que a minha vida de cada dia

esteja limpa do pecado,

jamais indigna de um discípulo teu.

 

Eu te peço que toda a minha existência

transcorra sempre em tua companhia,

e que minhas últimas palavras

sejam repetir teu santíssimo nome: Jesus!

Este é Nome sobre todo nome.

 

Por Cristo, nosso Senhor.

Amém.

OREMOS: Deus de bondade e misericórdia, concedei-nos a graça de venerar dignamente, neste tempo de preparação para o Santo Natal, o Mistério da Encarnação do vosso amado Filho, nosso Senhor Jesus Cristo, a cujo nome santíssimo quisestes que se dobre todo o joelho na terra, nos céus e nos abismos e nele todos os homens se salvem. Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amém.

A devoção ao Santíssimo Nome de Jesus

Já arraigada na Igreja desde os seus alvores, foi pregada e inculcada de modo particular por São Bernardo, por São Bernardino de Sena e pelos Franciscanos, os quais difundiram pequenos quadros trazendo as letras do Nome de Jesus.

Em Camaiore di Luca, na Itália, começou-se a celebrar a festa, depois de aprovada para a Ordem dos Franciscanos (1530) e sob o pontificado de Inocêncio XIII (1721), estendida a toda a Igreja.

O próprio Deus revelou o Nome a ser imposto ao Verbo Encarnado, para significar a sua missão de Salvador do gênero humano. O SS. Nome de Jesus é o divino poema que exprime da maneira mais sublime o que pôde encontrar a sabedoria e a misericórdia divinas para salvar a humanidade decaída. É um nome grande e eterno, poderoso e terrível, vitorioso e misericordioso, o único que nos pode salvar. É melodia para o ouvido, cântico para os lábios e alegria para o coração… “Ilumina, conforta e nutre; é luz, remédio e alimento” (S. Bernardo).




Jesus é o mais fiel amigo da alma; é o benfeitor mais generoso, que por ela se imola sobre o altar, por ela entrega-se sem reservas e se oferece em alimento e sustento. É o advogado mais poderoso, que cuida incessantemente de seus interesses junto do Pai; é “título de eterna predestinação”.

Nutramos o mais terno amor pelo Nome de Jesus, tenhamos nele a mais total confiança, por ele o mais profundo respeito, para ele o canto mais sublime. Invoquemo-lo nas tentações, nas provas e nos perigos e pronunciemo-lo freqüentemente durante o dia. Ao lado do Nome de Maria, seja a primeira palavra da manhã e a derradeira da tarde.